Prova de vida pelo App meu INSS 2023

A fim de facilitar a vida dos segurados pelo INSS, a Previdência Social desenvolveu o aplicativo Meu INSS. Além de agilizar o atendimento que seria prestado numa agência física, o app ajuda o segurado a não precisar estar sempre se deslocando até ela para fazer solicitações.


Através dessa plataforma é possível acessar extratos, benefícios, fazer prova de vida e solicitar muitos outros serviços gratuitamente e com muito mais praticidade. E 2023 está chegando com uma série de novidades, especialmente quanto ao procedimento da prova de vida.


A partir de agora, a prova de vida poderá ser feita pelo Meu INSS em situações especiais, o que beneficiará sobretudo os beneficiários com dificuldades de locomoção ou outra limitação que o impeça de se deslocar até uma conveniada. Pensando nisso, preparamos um guia com tudo o que você precisa saber para aproveitar todos os serviços e benefícios disponibilizados pelo app Meu INSS em 2023.

A fim de facilitar a vida dos segurados pelo INSS, a Previdência Social desenvolveu o aplicativo Meu INSS. Além de agilizar o atendimento que seria prestado numa agência física, o app ajuda o segurado a não precisar estar sempre se deslocando até ela para fazer solicitações.
APP meu INSS ( Imagem retirada do Google )

O que é o aplicativo Meu INSS?

No aplicativo Meu INSS os beneficiários do INSS contam com mais de 90 serviços de forma totalmente digital, além daqueles disponibilizados pela plataforma gov.br. Ao lançar essa solução, a Previdência visou a redução nas filas das agências e mais informatização dos serviços prestados, facilitando o acesso à informação por parte dos seus beneficiários.


No Meu INSS você pode fazer simulações para aposentadoria, fazer o agendamento de perícias médicas, dar entrada em benefícios, consultar extratos de recebimentos, entre outros serviços.

Sua plataforma pode ser acessada pelo computador ou pelo celular, tanto Android como IOS. Na web, você pode acessar a mesma interface pelo endereço meu.inss.gov.br.

Cadastrando no APP Meu INSS

O Meu INSS está integrado ao endereço Gov.Br, um ambiente digital exclusivo com todos os serviços públicos disponibilizados pelo Governo. Para acessá-lo, basta fazer um cadastro com os seguintes dados pessoais:

  • Número do seu CPF;
  • Nome completo;
  • Data e local onde nasceu;
  • Nome completo da mãe.

Após isso, serão feitas perguntas sobre a sua vida trabalhista e previdenciária junto ao INSS. Ao final, será solicitada a geração de um usuário e uma senha ao final.

Prova de vida do INSS

Até pouco tempo atrás, a prova de vida era realizada apenas de forma presencial. Assim, o beneficiário tinha que comparecer a um balcão de atendimento do INSS para comprovações e renovações. A prova de vida é uma condição determinada pela Previdência para que o beneficiário do INSS continue recebendo o pagamento do seu benefício normalmente, sem interrupções ou suspensões.

A partir de 2020, porém, diante da nova realidade trazida pela pandemia da Covid-19 que demandou por um prolongado período de distanciamento social, o INSS não teve como ficar de fora das mudanças que ocorrem em diversas instâncias sociais. E uma das principais alterações diz respeito à prova de vida.

Assim sendo, em 2021 começaram as primeiras chamadas via biometria facial para realização da prova de vida para aposentados, pensionistas e demais beneficiários. E o procedimento de reconhecimento facial é realizado com uma câmera do celular, através do aplicativo Meu INSS.

Hoje, a pandemia está controlada, mas os benefícios de maior facilidade no cumprimento dessa obrigação pelo beneficiário trazidos por este app continuaram.

Como vai funcionar a prova de vida do INSS em 2023?

A Portaria 220/2022, em seu art. 1º, veio proibir a exigência da prova de vida presencial para os casos em que o beneficiário precisa se deslocar até um ponto de atendimento para sua realização. A partir de agora, a comprovação se fará com base em consultas aos dados do beneficiário no INSS e outros órgãos do governo. Isso significa que a prova de vida será considerada realizada quando identificados os seguintes registros:

  • acesso ao aplicativo Meu INSS com selo ouro ou outros aplicativos e sistemas dos órgãos e entidades públicas com certificação e controle de acesso;
  • solicitação de empréstimo consignado por reconhecimento biométrico;
  • atendimento presencial nas agências do INSS ou por reconhecimento biométrico nas entidades ou instituições parceiras;
  • atendimento de perícia médica por telemedicina ou presencial;
  • atendimento no sistema público de saúde ou rede conveniada;
  • vacinação;
  • cadastramento ou recadastramento em órgãos de trânsito ou segurança pública;
  • atualizações no CadÚnico;
  • comprovação de votação nas eleições;
  • emissão/renovação de passaporte;
  • emissão/ renovação de carteira de motorista;
  • emissão/ renovação de carteira de trabalho;
  • emissão/ renovação de alistamento militar;
  • emissão/ renovação carteira de identidade;
  • emissão/ renovação de outros documentos oficiais que demandam da presença física ou reconhecimento biométrico;
  • comprovação de recebimento do pagamento de benefício via reconhecimento biométrico;
  • declaração de imposto de renda, como titular ou dependente.

A comprovação deve ocorrer em até 10 meses após o último aniversário do beneficiário.
Em casos que não seja possível a comprovação de vida por nenhum desses meios, o INSS fica encarregado de comunicar o beneficiário da necessidade de realização por atendimento eletrônico com uso da biometria ou de outro modo, desde que não presencial.


Quando a realização da prova de vida pelo Meu inss.gov.br ou outro meio eletrônico for totalmente inviável, o próprio INSS deve comparecer até a residência ou outro local que esteja o beneficiário.